Financiamento com a construtora ou com o banco? Entenda qual é o melhor

Após muitas pesquisas, você achou o seu imóvel ideal. Agora, é o momento de pensar nas opções de financiamento de imóveis que cabem no seu bolso a curto, médio e longo prazo. Tendo em vista que o investimento pode durar por décadas. A opção mais procurada é o financiamento através dos bancos, porém, algumas construtoras oferecem condições especiais para você realizar esse sonho sem empecilhos.

Se ainda está na dúvida sobre qual o melhor financiamento para adquirir o seu imóvel, leia o nosso texto e avalie as opções mais vantajosas para você. 

Quais as vantagens do financiamento com a construtora?

Comprar o imóvel na planta

O financiamento de imóveis feito diretamente com a construtora permite que o comprador opte pela compra do imóvel ainda na planta. Esse facilitador é um grande atrativo, pois muitos bancos não financiam a aquisição após o término da obra. 

Outra vantagem é a isenção de taxa e juros do valor financiamento durante o período de obras do empreendimento. Mas fique atento, pois a empresa executa uma correção mensal a partir do dia da assinatura baseada no INCC (Índice Nacional de Custo da Construção). Logo, é importante ficar de olho no prazo estipulado para o término da construção. Caso a construtora atrase a entrega, é possível reaver o valor pago durante os meses adicionais. 

Mais flexibilidade 

Realizar o financiamento imobiliário com uma construtora oferece a você maior flexibilidade em relação às condições de pagamento. Como a empresa tem o interesse em vender a maior quantidade de unidades possível, é natural que haja uma prática que facilite o processo de compra. Essa flexibilidade também recai para as pessoas jurídicas, pois os bancos não efetuam empréstimos para empresas no Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Logo, se você deseja comprar um investir em imóveis no regime de pessoa jurídica, o financiamento via construtura é a única opção. É importante frisar que, o prazo de pagamento costuma ser bem mais enxuto em relação aos bancos — em torno de cinco a dez anos de prestações. Este tipo de financiamento apenas permite a modalidade por Tabela Price, que não altera as prestações durante toda a dívida. Entenda como a Tabela Price funciona em nosso informativo sobre os tipos de financiamento imobiliários.

Menos burocracia 

Burocracia é aquela palavra que causa arrepios em todo mundo. Não, é? A boa notícia para quem deseja realizar o financiamento direto com a construtora é a redução dos trâmites para a aquisição de imóveis. A seleção para a liberação do crédito exige menos documentos e certidões do que as instituições bancárias. Em muitos casos, apenas o RG, CPF e comprovante de residência são necessários para solicitar o empréstimo. Bem mais prático, não acha? Além disso, muitas construtoras possuem consultorias próprias que auxiliam o cliente em todo o processo de compra, gerando economia de tempo. 

Quais as vantagens em financiar com o banco?

Utilização do FGTS

Usar o FGTS para adquirir um imóvel é uma prática segura e recorrente no Brasil. Ao financiar com um banco é possível sacar o FGTS para pagar o valor total ou parcial do imóvel, e amortizar o saldo devedor ou pagar partes de prestações de um financiamento bancário em andamento. Quem financia pela construtora só pode usar o saldo do fundo para quitar a dívida restante. Por outro lado, essa pessoa não pode usar o fundo para começar a pagar o imóvel. A princípio, é importante mencionar que o fundo apenas pode ser utilizado no Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Caso o cliente queira usar o saldo do para quitar o empréstimo, é necessário que algumas condições sejam respeitadas, como:

Mais prazo para quitar a dívida

Como sabermos o financiamento de imóveis é naturalmente um processo longo. Dessa forma, poucas pessoas possuem o montante suficiente para quitar a compra a vista. Logo, ter muitos anos para pagar o empréstimo é fundamental. Os bancos oferecem prazos mais sedutores nesse sentido. A depender do tipo de financiamento escolhido, ele pode chegar a até 420 meses, ou seja, 35 anos. Geralmente, o prazo longo concedido pelo banco é o fator que mais pesa na hora de escolher onde realizar o financiamento. 

O que acontece se o cliente interromper o pagamento?

Caso o comprador não possua mais condições em arcar com o financiamento feito com a construtora, é possível que ele realize o pagamento do saldo devedor com recursos próprios ou um financiamento bancário.

Ou seja, é possível que alguém tenha optado por uma construtora para financiar o imóvel e, após não conseguir quitar as parcelas, procure um banco para realizar um empréstimo. Essa opção é mais segura do que utilizar os recursos próprios, que podem ser escassos em algum momento e acarretar na perda do imóvel. Evite esse pesadelo e organize-se com muita responsabilidade. 

Afinal, qual a melhor opção para você?

Agora que você já sabe as principais diferenças entre o financiamento de imóveis com construtoras e bancos, reserve um momento para analisar as vantagens cada modalidade de acordo com o seu perfil de compra. Em suma, tudo vai depende dos seus objetivos e das suas necessidades. Os clientes que têm dificuldade de aprovação de uma operação bancária, por exemplo, podem ter mais vantagens através do financiamento pela. Em contrapartida, os interessados em financiamento de longo prazo conseguem mais facilidades nas instituições bancárias. Os compradores que optam pela utilização do FGTS também possuem mais benefícios na negociação com o banco.

Conclusão

Escolher entre bancos e construtoras para adquirir o seu apartamento é a principal etapa de compra. Isso porque o financiamento pode durar anos e anos e por isso, é preciso manter as economias na rédea para não ficar inadimplente ou até mesmo perder o imóvel. 

Os bancos oferecem muitas vantagens como prazo estendido de até 420 meses para quitar a dívida, e a possibilidade de utilizar o FGTS. Nesse sentido, é importante sublinhar que o uso do fundo é apenas válido no Sistema Financeiro de Habitação (SFH). As construtoras também oferecem muitas vantagens é a principal delas é a flexibilidade de pagamento, aceitando até que pessoas jurídicas realizarem a compra. Se você quer ficar livre de documentos e papeladas, o financiamento com a construtora é a opção ideal, pois ela demanda poucos documentos – apenas RG, CPF e comprovante de residência – diferentemente dos bancos. 

Autor: Equipe Abyara
Publicado há 2 anos

mail_outline
Inscreva-se na Newsletter do blog Blog da Abyara e receba as atualizações direto no seu e-mail.

As pessoas também estão lendo...